Devolver 10% ou não? Eis a Questão!

Malaquias 3:1-12  
Por que falar sobre dizimo?  


Primeiro, porque crescer no conhecimento do Senhor não é apenas descobrir coisas novas é antes de tudo aumentar o conhecimento de algo que já sabemos. Segundo, para fortalecer sua fé para dar resposta aos ensinamentos dos falsos profetas que dizem que dizimo é coisa do A.T.Ml 3 diz que devido ao fato de o povo de Israel estar desobedecendo os estatutos de Deus ele seria amaldiçoado. Para algumas pessoas eu posso espancar minha esposa, ser escravo de vícios, mas desde que eu dê o dizimo eu serei abençoado por Deus. Eles só lêem Ml 3:10 e se esquecem de Ml 3:5. A benção de Deus virá sobre nós quando não apenas dez por cento do nosso salário for do Senhor, mas cem por cento da nossa vida.        
Portanto, quero debater algumas mentiras e heresias semeadas no meio do povo.


1-Mentira:Não há menção do dizimo no N.T

Mt 23:23 Jesus não está repreendendo os fariseus por darem o dizimo, e sim repreendendo-os por fazerem apenas isto. Jesus considerou o dizimo com um mandamento mínimo. Se vc não dá dizimo, não está nem no nível dos fariseus (leia Lc 18:12 e Mt 5:20). Sabe o que me deixa irado? estas falsos mestres, que parecem ser doutores de teologia, mas que não entendem nem de português. Para entender o texto acima, não precisa ser nenhum doutor em teologia, mas saber um pouquinho de português e veremos que Jesus afirmou a ordem de dar o dizimo. 
Não há relatos de pessoas trazendo 10% à igreja”. É outra frase deles. É, acho que vou ter que concordar, não há mesmo, só há relatos de pessoas vendendo terreno e trazendo todo o valor até os apóstolos (At 2:45), só há relatos de uma viúva, que mais que dez por cento, deu tudo no gazofilácio. Apenas existem registros como o do jovem rico, onde Jesus exigiu que ele vendesse tudo e distribuísse aos pobres e aí então viesse para servir a Deus.Quando a viúva pobre trouxe sua oferta, Jesus estava ao lado do gazofilácio, no templo dos judeus. Ali Jesus observava as ofertas, e é obvio, notava os fariseus trazendo os seus dízimos. Mas o que Jesus faz nesta hora? “Para e diz: Parem de trazer o dizimo, isto é coisa do A.T”? Não, ele elogia a mulher que deu não apenas dez, mas cem por cento.Portanto, a frase: “não há “Não há lugar no N.T Que fala sobre dizimo” mentira. Mas me diga uma coisa: em qual lugar do N.T se fala contra o dizimo?


2-Mentira: “dizimo é coisa da lei”.
     
Jo 1:17 diz que a lei veio por meio de Moisés. Entretanto, Gn 14:20, quando Moisés nem pensava em nascer, Abraão já dava dizimo (Gn 14:20). Em Mt 5:17 Jesus disse que veio para cumprir a lei. Por que não fazemos mais sacrifício no culto hoje, apesar de ser um mandamento da lei? porque isto já se cumpriu, Jesus é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. O que se cumpriu não é necessário guardar. Agora, o dizimo é para a manutenção da obra de Deus. Isto se cumpriu? A obra acabou? Não, aumentou. Para muitos o Deus do A.T é um e do N.T é outro. O deus deles é esquizofrênico, o meu não, o meu não muda (Tg 1:17, Mt 5:18). Se ele não muda, porque suas leis mudariam, já que suas leis são baseadas em seu caráter? Se Deus proibisse o adultério no A.t e permitisse no N.T não diríamos que nosso deus é louco? então, porque Deus ordena a generosidade para com sua obra no a.T e muda no N.T? Alguns dizem: “No A.T o coração era duro, por isto precisava dar ordem, agora no novo, a gente dá de coração, não precisa de ordem”. Ora, se isto fosse verdade seria desnecessário então ordenar como Paulo faz no N.T: “não roubar”. Ef 4.28 Dar o dizimo para estes falsos profetas é uma coisa ruim. Sendo assim, no A.T Deus era ruim, mas aleluia, ele se converteu no novo e parou de ser avarento e de exigir a generosidade.

3-Heresia: “Não estamos mais debaixo da lei, por isto não dou o dizimo”


Rm 6:14 diz que não estamos mais debaixo da lei. O que isto significa, que não preciso mais dar o dizimo? Ora, se isto é verdade então eu também posso adulterar, matar e roubar visto que são todos mandamentos da lei. Percebe o absurdo do argumento dos falsos profetas?O que Paulo quis dizer ao anunciar que não estamos mais debaixo da lei? Gl 3.13 diz que Cristo nos resgatou da maldição da lei, mas isto não significa que a lei é ruim e que não temos mais que guardá-la (I Jo 3:4, I Tm 1:8) 


”Dizer que o dizimo é coisa do a.t é desculpa de gente avarenta, que quer usar uma falsa teologia, para justificar coração mesquinho! ”

(Jo 12:5-6).

É também uma tentativa do diabo para destruir a igreja.  

O mandamento bíblico é que o pastor seja integral na obra, que ele não faça outra coisa a não ser se dedicar a oração, a pregação da palavra e ao pastoreio dos irmãos. Agora, você acha que um pastor que trabalha até as seis da tarde num serviço secular vai conseguir chegar 19:30 no culto e ter uma palavra para o seu povo? Mas por que não temos muitos pastores bíblicos, que são exclusivos da obra? por que muitos irmãos não são dizimistas e por isto acabam tendo um pastor de titulo, mas não de fato. 




Autor: Pr. Rodrigo David 
Edição: Heverton de Oliveira 
_________________________________________________________
Também temos essa mensagem em áudio. Gostaria de adquiri-la? 
Entregamos em qualquer lugar do Brasil!
Deixe um comentário com seu e-mail e prontamente iremos entrar 
em Contato! 
Você mora na Região do Vale do Paraíba? Gostaria Participar de algum culto da Igreja Resgatar?  Click aqui e Saiba o Endereço!  Você será muito bem vindo! Temos Igrejas em Guaratinguetá- SP e Lorena – SP. 
_________________________________________________________
Nós do blog do Heverton agradecemos o interesse! 
Que Deus abençoe!





lmd_source=”25416075″; lmd_si=”33684064″; lmd_pu=”22603089″; lmd_c=”BR”; lmd_wi=”468″; lmd_he=”60″;

6 pensamentos sobre “Devolver 10% ou não? Eis a Questão!

  1. Paz meu querido,Esse post daria um longo debate, mas vou citar apenas MT 23:23, e falar sobre o que devemos fazer….Mateus 23:23: "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas."Esta passagem em Mateus é também repetida de uma forma similar em Lc 11:42. Em ambos os casos é importante notar que o dízimo tinha a ver com ervas que serviam de condimentos e eram cultivadas no quintal (o produto do campo), ao invés de ter a ver com dinheiro. Adicionalmente, Jesus falou estas palavras aos fariseus, que eram muito religiosos e guardadores da Lei, e o fez enquanto a Lei ainda estava em vigor. Dizer que, uma vez que Jesus falou a estes fariseus que deviam dizimar, isto força que também nós devemos dizimar, ignora o fato que aqueles fariseus viviam sob pacto e leis diferentes daqueles de um salvo do Novo Testamento. Cristo, através da sua morte, inaugurou o Novo Pacto, assim efetivando uma mudança na Lei (Lc 22:20; He 7:12) [Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós. (Lucas 22:20) Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. (Hebreus 7:12)]. Finalmente, notemos que o dízimo aqui mencionado não foi voluntário em nenhum sentido da palavra. Jesus lhes diz que "deveis" [tendes o dever de] dizimar. [O dízimo] era mandamento, ordem para todos os judeus e, assim, era obrigatório.O Novo Testamento nunca estipula um certo valor percentual como um padrão obrigatório e exigido para nossas contribuições. Ao contrário, as Escrituras declaram: "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." (2Cor 9:7). O dízimo do Velho Testamento foi exigência legal. Os judeus estavam sob obrigação de dá-lo. O ensino do Novo Testamento sobre o contribuir focaliza o seu caráter voluntário "Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente." (2Co 8:3). Esta contribuição voluntária é exatamente o que Abraão e Jacó estavam praticando antes da instituição da Lei, e é o que todos os cristãos devem estar praticando hoje. Os crentes de hoje têm a liberdade de serem generosos tanto quanto decidam. Se quiserem dar dez por cento como Abraão e Jacó o fizeram [já vimos a ocasião e através de quem o fizeram], eles estão perfeitamente livres para tal. No entanto, se decidirem dar 9 por cento ou 11 por cento ou 20 por cento ou 50 por cento, então podem muito bem fazê-lo. O padrão de suas contribuições não é uma percentagem fixa, mas o exemplo de um maravilhoso Salvador — "Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis." (2Co 8:9). Nosso padrão de contribuir é o próprio Cristo, o qual não deu 10 por cento nem 20 por cento nem mesmo 50 por cento, mas 100 por cento! Ele deu tudo que tinha, inclusive sua própria vida, para redimir homens e mulheres pecadores como eu e como você!ps: gostaria de deixar claro que sou dizimista, mas não encontro base pra isso no NT… Devemos ser generosos!Robson Moreira – na verdade e no amor de cristo

  2. Tanto o dizimo, como testemunhar, amar o próximo ou fazer outra coisa em Cristo e por Cristo, não requer mandamento algum, mas sim o amor nos corações dedicados, qualquer coisa feita com a intenção de servir o Mestre deve ser feita com amor, e não porque a Bíblia ensina, ou com medo de ir para o inferno.Hoje há muitos ensinamentos errados a respeito de tudo, posso ser o maior dizimista mas se não amar o próximo como a mim mesmo isso é palha, dar o dizimo com amor para que a obra de Deus cresça, isso traz benção, é como todas as boas obras.Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ficarei grato. Sou António Batalha e desejo-lhe as maiores bençãos do céu para seu ministério.Se seguir meu blog , faça-o de forma a que possa encontar o seu para segui-lo também.

  3. Desabafo:Só querem extorquir o povo de Deus para enriquecerem e construírem mais templos para ganharem mais e mais.O dízimo morreu na cruz e não ressuscitou.Por quê dizem ter tanta fé, mas não tem fé para pedir ofertas, como faziam os apóstolos, e acreditarem que Deus vai mover o coração dos membros para providenciar o necessário?Abraão deu o que ele quis dos despojos de guerra. Melquisedeque não estipulou porcentagem. Por quê não podemos dar o que podemos e achamos necessário?Jesus disse que o operário é digno do seu alimento. Mt 10:10Concordo! Mas será o operário do templo digno de enriquecer com o dinheiro dos pobres?Os dízimos na lei eram para ajudar os necessitados. Ao sacerdote eram destinados apenas 1% dos dízimos. Por quê as igrejas não destinam 90% dos dízimos para ajudar os que padecem tanto fora quanto dentro das igrejas?Se o dízimo fosse para esse fim, eu ficaria feliz em doar até metade do meu salário.O máximo que fazem é orar pelos necessitados e dizer que Deus proverá.Não quero fazer parte dessa igreja de Laodiceia, maçônica, morna, legalista sistematizada e hipócrita que Deus disse que vai vomitar, porque ensinam apenas fragmentos do evangelho.Na passagem do rico e lázaro, o rico foi para o inferno porque tinha a mesa farta e não repartia com o pobre Lazaro. Hipócritas.Dizem que é por amor que ajudam a obra de Deus. Se isso é obra de Deus eu não sei o que é obra do diabo.Reflitam. Recomendo o site euqueroumaigreja ponto com.Vejam esse video e saibam quem chefia essas igrejas de Laodicéia. http://www.youtube.com/watch?v=NbBzXJn9CegJesus os abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s