A Felicidade em meio a dor

Cl 1:24
Quando o apóstolo João vê seu irmão Gaio passando necessidade, ele não diz: “Continue assim, porque isto é bom”. Pelo contrário, ele faz votos para que a situação mude. Quando Paulo recebe um espinho na carne, ele não pede aumento das dores e sim livramento delas. Paulo ensina Timóteo em I Tm 2:2 a orar em favor dos reis para que vivamos vida tranqüila. O que estou querendo dizer com estes exemplo é que o cristianismo verdadeiro sempre espera o melhor. No entanto, apesar de não termos prazer no sofrimento nós sabemos que ele faz parte da vida (II Tm 3:21, Hb 5:8).




Sabe qual é o problema da teologia da prosperidade pregada por muitos pastores? Fazer da possibilidade uma garantia. João faz votos pela prosperidade, eles garantem. O apóstolo pede, eles declaram. Paulo ora por vida tranqüila, eles afirmam que teremos. Ora, mas nós não podemos garantir vida tranqüila para aqueles que são fieis? Nem sempre, porque o próprio Paulo não teve vida tranqüila, já que os governantes da época eram exímios perseguidores da igreja, a tal ponto que Paulo morreu decapitado sob os romanos.
Estes pastores não dão a devida importância ao sofrimento, e justamente por isto a vida deles e daqueles que os seguem é miserável (Atos 9:16, At 14:22). A dor pode levar uns para longe de Deus. Entretanto, a mesma dor é que acaba trazendo muitos até o Senhor. A mulher de Jó quis abandonar a Deus porque sofreu, todavia a maioria do público que vinha até Jesus, estava ali por causa de algum sofrimento.
Tribulação é a palavra bíblica para descrever os sofrimentos que os cristãos enfrentam durante nossa estada na terra. A origem da palavra é “tribulum” que era o objeto utilizado para debulhar e esmagar o trigo no processo da fabricação da farinha. O que Deus está dizendo com esta ilustração é simples: “Para que possamos nos tornar algo precioso e digerível para Deus, seremos esmagados e espremidos”.

A felicidade neste mundo, muitas vezes, vem por meio do sofrimento.

É o que Paulo diz em Cl 1:24, que ele se regozija nos sofrimentos. “A mulher, quando está para dar a luz não, tem tristeza, porque a sua hora é chega; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem”. As coisas boas e corretas nesta vida são assim: doem.
A bíblia nunca nos mandar buscar a felicidade. Pelo contrário, busque a felicidade e seja infeliz. Jesus disse que nós nos encontraríamos no instante em que estivéssemos dispostos a nos perder. Também afirmou que aquele que tenta preservar a sua vida é o mesmo que a verá indo por água a baixo.
A constituição dos EUA diz que todo americano tem direito a felicidade. E por olharem apenas para a própria felicidade, talvez seja por isto que eles estejam entre os maiores consumidores de drogas e exportadores de pornografia do mundo. O que estou querendo dizer com isto é que estamos tão preocupados com a nossa felicidade que nos esquecemos de tudo e de todos. Fazemos qualquer coisa para aliviar a dor, até ingerir drogas, e justamente porque não estamos dispostos a suportar nenhum sofrimento é que sofremos muito mais.

Deixe-me da alguns exemplos para te mostrar que suportar a dor, em alguns momentos, é o melhor caminho para a felicidade.

1-A felicidade vem por meio da espera, mas esperar dói

Pv 13:12 “A esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é arvore de vida”. Esperar, como já diz Salomão, é dolorido, entretanto é o único caminho, lento, mas eficaz para a alegria. Veja, por exemplo, um jovem e a paixão. É um sofrimento para garotos que estão com os hormônios a flor da pele ter que resistir as paixões da mocidade, mas é a única maneira de não se auto-destruir entrando num relacionamento fora de hora que só ira atrasar a vida.
Esperar para adquirir algo, esperar para buscar o melhor caminho é um preço caro que pagamos, contudo sem sombra de dúvida é bem mais barato que os juros cobrados pela pressa.

2-A felicidade vem por meio do trabalho, mas o trabalho dói

Trabalho está sempre associado com sacrifício. E é mesmo, pois em Gn 3:19 Deus disse que devido ao pecado de Adão o nosso trabalho a partir dali seria seguido de suor, ou seja, de desgaste.
O ser-humano é preguiçoso para natureza e por isto somos infelizes. Há muitos que ganham mal porque não dão o dizimo, entretanto muitas outras estão assim porque são preguiçosas.
Não lemos porque dizemos que “não gostamos”. Não oramos e nos justificamos esta falta assim: “Acho que ainda não sou espiritual o bastante”. E não nos dedicamos mais aos nossos filhos porque estamos “cansados”. Entretanto a bíblia dá outro nome para todos estes nossos pecados: preguiça.

3-A felicidade vem por meio de amar o inimigo, mas isto doí

As vezes ouço alguém justificando seu divórcio com as seguintes palavras: “Ele não me faz feliz”. Mas quem disse que é isto que ele tem que fazer? Você tem que amar seu cônjuge não pelo que ele te faz e sim por causa do compromisso que você fez. Amar os que nos amam é fácil disse Jesus, ates os ímpios fazem.
A bíblia diz que o amor tudo sofre e tudo suporta. Porém, como não estamos dispostos a sofrer a dor do amor, iremos colher a dor do egoísmo que, claro, e muito mais cruel. Sabe o que é uma mulher amargurada em casa, se desculpando que seu marido não lhe ama? É uma pessoa que enxerga apenas a si mesma.
Em Ap 12:11 está o segredo dos crentes que venceram o diabo. Ali se diz que eles triunfaram através do sangue do cordeiro e também porque não “amaram a própria vida. O que o texto está dizendo para aqueles que não querem seguir o exemplo destes cristãos é: “Ame a própria vida, busque satisfazer todos os seus desejos carnais, esqueça-se do próximo e seja consumido por uma angustia diabólica”.


Autor: Pr. Rodrigo David Mocellin 


Vencendo os Problemas

I Sm 17:41-50.
A vida é cheia de gigantes. Todos nós enfrentamos diariamente problemas e desafios. É pressão no trabalho, no casamento, na família, na igreja, dentro de mim… e justamente por isto que muitas pessoas pensam que vida abençoada é uma vida isenta de tribulações. Isto é um engano, tanto que Tiago nos diz para ficarmos felizes pelo fato de estarmos enfrentando dificuldades (Tg 1:2). Canaã era terra boa, mesmo estando cheia de gigantes.
Você pode pensar: “Não aquento mais as pessoas, vou me refugiar de todas elas num monte, sozinho”. E aí então, você está sossegado, sem ninguém para te perturbar e quando pensa que está livre de toda pressão; se vê encurralado por um problema maior ainda: a solidão.
Não importa aonde vamos ou o que façamos, uma coisa é certa: enquanto estivermos aqui nesta terra enfrentaremos gigantes. Sendo assim, como lidar com eles?


1-Deus nem sempre retira o problema, mas sempre te capacita a superá-lo

A biblia diz que Golias estava afrontando Israel e a Deus. O povo ficou parado, imóvel porque estava com medo, mas talvez porque pensasse que o agir de Deus seria eliminar o problema, mas na realidade o que Ele queria fazer era capacitar o povo a enfrentar o gigante.
Na maioria das vezes, retirar o problema não resolve o problema. É comum dizermos: “Este chato tira a minha paciência”. Não, é você quem a entrega. Se Deus tirar o chato e você ficar calmo, isto não significa que você se tornou uma pessoa paciente, você está apenas adormecido, no entanto, é só aparecer mais um chato é você já entra em erupção de novo. E o que é verdade acerca da paciência também o é sobre tudo. Será ir a escola e pedir que parem de fazer bullying com meu filho resolve ou eu tenho que ensinar meu garoto a se defender? Será ele que te irrita ou você que é irritável? Ele te magoa ou você que está doente do coração? Ele te ofendeu ou você que é uma manteiga derretida?
É claro que Deus pode resolver os problemas, mas primeiro ele quer resolver você. Ele pode tirar a pobreza, porém antes ele irá arrancar o espírito de miserável que está dentro de você. Ele tem a capacidade para tirar o gigante, contudo também está ao alcance Dele capacitar você a enfrentá-lo.
Queremos nos ver livres de todo tipo de problema e desafio, entretanto eles, quase sempre, são a oportunidade de vermos o poder de Deus.
Em At 4 as autoridades da época se levantaram contra os discípulos, eles não oraram para Deus tirar os seus perseguidores, mas sim para que o Senhor lhes desse ousadia. No pai nosso Jesus ensina-nos a orar “livra-nos de cair em tentações” e não “livra-nos das tentações”, isto porque, não adianta, tentação faz parte da vida neste mundo caído. Alguém já disse: “Não peça um trabalho do tamanho da sua força, peça força para o tamanho do seu trabalho”.

2-A unção está na posição
A bíblia conta que durante quarenta longos dias, Golias atormentava Israel e afrontava o Deus vivo. E sabe o que Deus fez? Nada. Somente na hora que um davizinho se levantou e ficou indignado com aquele incircunciso foi que o milagre do Senhor aconteceu.
Certo rapaz ao ver um mendigo passando fome, olhe para o alto e disse: “Deus, o Senhor não vai fazer nada?”. Para sua surpresa, o que ele ouviu foi: “Eu já fiz, fiz você”. Senhor, tu não vai fazer nada para me livrar do meu pecado? Eu já fiz, fiz na Cruz, só quero saber quando você vai tomar posse do que realizei e então andar em novidade de vida.
Você já ficou desanimado? O que fez para tentar se reanimar? Se você que é como a maioria das pessoas, sua atitude provavelmente foi a de esperar para ver se as coisas melhoravam. No entanto, com certeza, você descobriu que enquanto, a gente fica parado, as coisas só pioram. O que temos que fazer é se levantar, tomar uma posição de fé e então aos pouquinhos os sentimentos negativos vão embora.
A bíblia diz que logo após perder uma batalha, Josué estava chorando e lambendo as feridas. Deus então lhe dá uma ordem: “Levanta-te! por que estás prostrado assim sobre o rosto” (Js 7:10).

3- Unção é a junção de ação e fé
O que convenceu Saul para deixar Davi lutar contra Golias, foi o currículo do homem segundo o coração de Deus: “Eu posso sim lutar contra Golias, pois já venci um leão e um urso”. Davi não caiu de pára-quedas, ele tinha se preparado, pois convenhamos quem venceu um urso, Golias vira fichinha. Fé em Deus não é oposto de fazer tudo que está em meu alcance, as pessoas não entendem o que é “esperar em Deus” e ainda citam o Sl127 “aos seus amados Deus dá enquanto dormem” para desculpar a passividade. Sim, Deus abençoa muito a noite, aqueles que trabalharam duro durante o dia.
Nossos dons e habilidades não são impedimentos para Deus nos usar e a prova disso é Paulo que escreveu muito mais cartas do que Pedro. Tem uma frase que diz: “Oro como se tudo dependesse de Deus. Trabalho como se tudo dependesse de mim”.


4- Mudar a visão
E como fazemos isto? Olhando para o tamanho do nosso Deus e não o tamanho do nosso problema. “Quem é este incircunciso… contra o SENHOR. v.26
Quem olha pra Deus, vê o problema de maneira diferente. o incrédulo olhar para o gigante e diz: “É muito grande, não dá para vencer”. Davi por sua vez, com a pedra na mão declara: “É muito grande, não dá para errar”.

5- Lutar pelas causas de Deus

“Quem é este incircunciso que afronta o Deus vivo?”. A preocupação de Davi era com a glória de Deus. Lute pelas causas de Deus e Ele lutará pelas suas.
O cristianismo atual está foca nas minhas causas, é uma religião egocêntrica onde o centro não é Deus e sim eu. Entretanto em Mt 6:33 e na oração do pai nosso Jesus diz que o reino dele tem que vir primeiro. Contudo, tem muita gente que pelas causas dele, faz tudo, mas pelas de Deus coloca gigantes.
O que Deus ordena é que você seja totalmente dele. Ou Jesus é tudo para você ou ele não é nada (Gl 2:20, II Co 5:15).


Autor: Pr. Rodrigo David Mocellin 


Igreja Doente

Hoje nós vivemos um momento no meio da Igreja que é desesperador. Pra muitos irmãos, o mais importante é ir a igreja para receber bênçãos. Para cada dia da semana há um cardápio. A igreja Cristã mais parece um restaurante.
Segunda – Culto da Benção , Terça – Culto da Vitória – Quarta – Culto da Conquista e por aí vai. Veja só a semelhança entre o cronograma da igreja e o cardápio de qualquer restaurante por aí.
É realmente muito triste o que tem acontecido, Parece que as pessoas não têm mais se preocupado com as vidas lá fora. Na nossa região a desculpa de muitos irmãos é: Vivemos em uma terra idólatra, aqui é muito difícil, as pessoas estão com o coração fechado. Isso é verdade, todas as pessoas estão com o coração fechado. Mas espere um pouco… Jesus é especialista nisso, Ele com certeza deve ter uma chave mestra com Ele, capaz de abrir todos os corações, assim como ele abriu o seu! Ou você acha que você é especial, tem um coraçãozinho melhor do que o de outras pessoas. Não se engane querido, não importa a região que você viva, Se você tiver o Espírito Santo, a Vida de Cristo dentro de você, em suas atitudes, as pessoas irão olhar pra você e dizer: Eu não posso mais viver assim! Eu quero ser como esse rapaz, essa mocinha, esse casal.
Há também aqueles Cristãos que dizem: O que importa é qualidade e não a quantidade! Isso é um engano, a ordem (veja só, não é pedido, é ordem) de Cristo é que Nós preguemos o evangelho para todos:



“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;”
(Mateus 28: 19)

Então não existe essa historia de o que importa é qualidade, Jesus disse isso? De maneira nenhuma! O que tem que ser feito é pregar, e não só pregar: Pregar a verdade! Assim faremos discípulos!

Ok! Você entendeu que tem que correr atrás das vidas! Mas vem aquela pergunta: Como? De que forma? Como convencer as pessoas que Elas precisam se arrepender dos seus pecados? Não existe nenhuma regra em relação a isso. Afinal quem convence as pessoas dos pecados não somos nós, mas sim o Espírito Santo que habita dentro de nós. Mas há alguns princípios espirituais para que possamos conquistar pessoas para o Senhor!



1º VIVENDO O ESPIRITO SANTO. E PREGANDO SOBRE CRISTO!


O contexto desta pregação é a cura do coxo, porém é só olharmos para a Vida de Pedro, e vermos o quanto ele era cheio do Espírito Santo, Pedro era um homem de Deus, dedicado! Mas,foi pelo Espírito Santo que ele vivia,que o coxo foi curado, cada segundo de sua Vida, mostrava que Pedro era cheio de Cristo! Pedro era tão cheio do Espírito Santo que era conhecido como ‘’o discípulo que Jesus amava’’ , então foi pelo Espírito Santo que em sua primeira pregação mais de Duas mil pessoas se converteram. Então meu irmão, você crê que Jesus te ama? Então ele pode te usar assim como Pedro. Ele não só pregou para aquela multidão de três mil, mas também para o coxo que recebeu o milagre, Ele também pregou para muito mais pessoas e muitas se converteram. Você também pode ser usado. Basta viver como Pedro. Porém não basta apenas pregar. Há também algo que devemos fazer.


2º PUCHÁ-LOS PELA MÃO


Quando Pedro estava lá diante do coxo, ele falou sobre Cristo e disse: Levanta e anda. Mas continue lendo:
E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.
(Atos três: 6-7)
Puxando pela mão direita! Opa percebemos que ele não só falou de Cristo para o homem, Ele também, o ajudou a se levantar, Meus irmãos, vocês acham que a pessoa vai vir para a igreja se você apenas chamá-la uma vez e já dizer que fez sua parte? Claro que não, Você tem que fazer de tudo para que as pessoas venham até você, se não virem, puxe o coxo aparentemente não tinha a fé que Pedro tinha, pois se tivesse ele teria se levantado sozinho, Isso é mais ou menos como as pessoas se comportam, elas não tem a estrutura que você que já passou pelo impacto tem! Que você que já é membro da célula tem! Elas ainda precisam de uma mão, ainda precisam que você vá até a casa delas fazer uma visitinha, Precisam que você as mostre Jesus, Portanto corra atrás das vidas e faça como Pedro fez, insista nas pessoas.
Aquele coxo pedia esmolas, por que essa era a única coisa que ele podia enxergar, hoje em dia as pessoas espiritualmente estão como aquele coxo. Presas em seus prazeres carnais, em uma vida regada pela ganância, e pelo ódio, nossa missão é fazer o que Pedro fez; Resgatá-las , aí sim elas entraram no templo e louvarão a Deus!


Autor: Heverton de Oliveira