Negue-se a si mesmo

Mt 16:24 “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”.
A grande promessa do cristianismo para esta vida não é te prover ouro (dinheiro), trono (poder) ou coroa (glória deste mundo), mas sim uma cruz.
Quando um cristão quer provar que Deus está o abençoando, ele diz: “Olha que casa maravilhosa Deus me deu”. “Olha como tenho avançado no trabalho. Estou por cima”. Nada disto é pecado, no entanto o grande sinal de um cristão é a morte, é a disposição ao sacrifício. A frase mais dita pela maioria dos cristãos é: “Eu posso, eu faço e aconteço”, mas a dos apóstolos era: “Eu morro, me humilho e obedeço”.
At 20:24 “em nada considero a vida preciosa para mim mesmo”. Ap 12:11 “mesmo em face da morte, não amaram a própria vida”. Todo o foco e ensino do cristianismo atual está em “Como viver bem aqui”. O cristianismo verdadeiro também nos dá lições sobre esta vida, mas acima de tudo nos conclama a morrer, a perder coisas aqui para ganhar algo lá, visto que o reino de cristo não é daqui, talvez a única coroa que o mundo nos dê é a de espinho: “Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens” (I Co 15:19). Se quisermos viver para ele, temos que morrer para nós.

1-Morra para os seus sonhos

Jesus disse: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”. Muitas igrejas por sua vez declaram: “Se alguém quer ter Jesus atrás de si, confirme-se a si mesmo tome sua coroa e deixe que ele corra atrás de você”. Cristianismo atual faz o convite: “Venha e Jesus realizará os seus sonhos”. Mas Jesus, disse para negarmos a nós mesmos, a morrermos para nossos sonhos, porque eles são egoístas.
Estamos acostumados a dizer que o diabo é o nosso inimigo. Sim, mas sabe qual é o grande opositor de Deus? Você! Toda a minha e sua carne é contra Deus: “Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer” (Gl 5:17). É por isto que se diz que Jacó lutou com Deus. Jacó venceu. Sabe como? Perdendo para Deus. “lutou com o anjo e prevaleceu; chorou e lhe pediu mercê” (Os 12:4). Que adversário a gente vence quando chora, se humilha e pede misericórdia? Deus.
Relutamos em fazer a vontade de Deus, e aí então começa a se travar uma batalha, onde o Senhor vai nos humilhando e humilhando até que reconhecemos nossa desobediência e entregamos a toalha. Ao dizer: “Eu me rendo”. o senhor declara: “Você venceu! Terá tudo de mim agora”. Mas talvez você esteja dizendo: “Mas e quando a minha vontade está em acordo com a de Deus?”. Meu querido, ela nunca está. Se está, é porque você já perdeu para Ele.
Tolstoi quando criança pulou de cabeça do segundo andar e rachou o coco, ficando assim desapontado, pois estava na esperança de que Deus o livraria: “Eu tive fé. Acreditei. Eu orei!”. Não pense que andar com Deus é se lançar num projeto de vida e dizer para Deus: “Vem atrás de mim, me segura, me abençoa, pois em creio em Ti”. Orar um monte de gente ora. Ter fé até os demônios possuem. Agora, cristianismo é quando você para e diz. “faça a tua vontade e não a minha”.
“E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou (ICo 5:15)”. Nada mais justo… ele te deu o céu, só requer que você entregue sua mísera vida.
Ganhei um carro do meu pai ao fazer dezoito anos. Depois de alguns dias olhei para o automóvel e pensei: “Puxa até agora eu não o consagrei. Senhor eu o entrego a ti”. Fiz esta oração de manhã e a tarde bati o carro, dando perda total. Fiquei pensando o que teria sido aquilo. Acho que no céu o Senhor dizia: “Ora, você não me entregou? então, eu faço com ele o que eu quiser”. Para muitos, entregar a vida para Jesus é mais ou menos o que eu fiz: “Eu te autorizo a me guardar e me abençoar agora”.
Na época de Jesus, quem convertia, convertia mesmo. Só andava com Ele quem entendia a renuncia, a cruz, visto que quem cria geralmente morria. Em alguns países ainda é assim. Ouvi um missionário contando acerca de um menino de seis anos que mesmo morando num país muçulmano se entregou a Jesus, e por isto foi baleado na barriga com seis tiros. Diante da pistola o garotinho dizia: “Eu não vou negar Jesus, mas, por favor, não me mate”. Hoje em nosso pais “cristão” muitos negariam a Jesus, pois quem não negou a si, nega a Cristo.
Mas eu te pergunto: Por que Moisés “recusou ser chamado filho da filha de Faraó, preferindo ser maltratado junto com o povo de Deus a usufruir prazeres transitórios do pecado”, Paulo entregou sua vida e os discípulos abriram mão de tudo para seguir a Jesus? Eles viram algo que muitos de nós não viram. E o que viram é muito, muito bom. Pode não ser bom para o ego, mas é maravilhoso para a alma.
“Eu nasci pobre, não tinha nada. Mas hoje tenho isto e aquilo”.
Este nós dizemos: “Venceu na vida”.
Moisés, por sua vez tinha tudo, mas abriu mão de tudo.
Este, nós dizemos: “perdeu na vida”.
Sim, mas para Deus é quem perde que ganha.
O cristianismo atual mede você com base nas coisas que conquistou.
O cristianismo verdadeiro te avalia com base no que você perdeu.
Se não perdeu nada por seguir Jesus, então é porque você não está de fato o seguindo.

2-Morra para a glória humana

Logo após dizer “negue-se”, Jesus declara: “de que adianta ganhar o mundo”. Por que ele não disse “Negue-se, não mate, não roube, não adultere”? Porque o maior problema do homem é a sede por ser um sucesso, é a ambição. Esta é a pior parte da carne.
Mas talvez você esteja dizendo: “Eu sou um cara humilde. Não quero ganhar o mundo”. Quer sim, todos querem. Alguns são mais ambiciosos e aspiram ser aplaudidos em todo o globo, outros querem pelo menos ser elogiados em toda a sua cidade, ou então pelo menos em todo o seu bairro, ou então pelo menos em todo o seu colégio ou então em toda a sua família. Mas uma coisa é certa, o ser – humano, numa escala maior ou menor, ama a glória deste mundo e o elogio dos outros homens.
Sabe por que muitos aqui não conseguem tomar a cruz de Cristo? Por que estão buscando a coroa dos homens. E por causa da glória humana, deixam de servir a Deus: “Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele, mas, por causa dos fariseus, não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga. porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus” (Jo 12:42-43).
Você trabalha que como um louco e diz que é por necessidade ou para dar uma vida melhor para seu filho, mas a verdade é que você o faz pela glória dos homens e por isto não tem tempo para o reino de Deus.
Por que um pastor deixa de pregar a verdade? Pela glória dos homens.
Por que um jovem começa a namorar e ficar? Por que não agüenta ficar sem sexo? Não, é porque ele não agüenta ser caçoado pelos homens.
Não ligue para os homens, e mais, abomine o elogio deles. “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo” (Gl 1:10). “Eu não aceito glória que vem dos homens” (Jo 5:41) “aquilo que é elevado entre homens é abominação diante de Deus” (Lc 16:15). Quem se destaca no mundo? O belo, o forte, o endinheirado, o talentoso. Nada disto é pecado em si mesmo, mas não ligue para elas. Abomine o que Deus abomina. Você até pode ser belo e ter dinheiro, mas abomine a glória que vem através deles, almeje a glória da cruz. Mas lá é o lugar onde viram Jesus. E enquanto os homens viraram o rosto, Deus foi glorificado. Para os judeus e gregos era um escândalo e loucura (I Co 1:23), mas para Deus foi deleite: “ao Senhor agradou moê-lo” (Is 53:10).
Antes do pecado Adão estava nu, mas não percebia, porque provav
elmente estava vestido com a glória de Cristo. Por isto na cruz, Jesus morreu sem roupa, mas mostrar que neste mundo caído só seremos cobertos com a glória de Deus se você estiver nu diante dos homens.
Isto explica porque Davi não se importou com o desprezo de Mical. Ao vê-lo dançando diante da arca da aliança com tanta força que partes do seu corpo ficaram expostas, ela lhe disse: “Que bela figura fez o rei de Israel, descobrindo-se, hoje, aos olhos das servas de seus servos, como, sem pejo, se descobre um vadio qualquer!” (II Sm 6:20). E o rei de Israel retrucou: “Perante o SENHOR, que me escolheu a mim antes do que a teu pai e a toda a sua casa, mandando-me que fosse chefe sobre o povo do SENHOR, sobre Israel, perante o SENHOR me tenho alegrado. Ainda mais desprezível me farei e me humilharei aos meus olhos” (II Sm 6:21-22). É como se Davi estivesse dizendo: “Se para trazer a presença eu preciso me tornar desprezível aos olhos dos homens, ainda mais desprezível farei”.
O princípio se repete: só traz a presença de Deus para casa, aquele que estiver pelado diante dos homens.

Loucos ou Sábios demais?

Há pessoas que chegam com idéias tão estranhas a nossa mente que logo pensamos: “Este cara é louco!”. Mas às vezes a verdade é outra. Ele está tão à frente que não conseguimos entender seus raciocínios ousados e inteligentes. O problema dele não é loucura, mas sabedoria demais. Por isso nem sempre são entendidos.
Pense em Granh Bell chegando diante da sua época e dizendo: “Pessoal! Estou inventado algo que nos possibilitará falar com as pessoas mesmo estando a quilômetros de distancia. Como isso vai ser possível? Através de um fio. Você fala e a sua voz passa por um fio que chega até a outra pessoa”. Imagine os olhos arregalados das pessoas ao ouvirem esta loucura.

Ou então pense em Santos Dumont: “Gente. Vocês já pararam pra pensar na possibilidade do homem voar?” Sim! Isto é possível e eu estou criando algo para tornar este sonho uma realidade”.

Quando Walt Disney estava produzindo o primeiro longa-metragem animado, Branca de neve e os sete anões, as pessoas chamaram o projeto de “a loucura de Disney”. No entanto, o filme tornou-se o maior sucesso até aquele momento (Alguns dizem o maior sucesso de todos os tempos).

Portanto, quando pessoas chegarem com idéias totalmente inovadoras, em vez de ser como a maioria que já vai rotulando estas pessoas como loucas, pare e pense:

“Será que ele não é sábio demais?”.

Paz, paz; quando não há paz

Jr 6:14“Curam superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz”.

Jonhatas Edwards foi um pregador grandemente usado por Deus nos EUA durante o sec. XVIII. Uma de suas pregações mais famosas foi “pecadores nas mãos de um Deus irado”, que foi instrumento para trazer mover de Deus. Naquela época, os americanos exportavam pregadores e missionários, hoje, os Eua envia sexo, drogas e dissemina o ódio por onde passa.
O que mudou? As pregações, que agora tem como tema “cinco princípios de felicidade”, “três regras para prosperar financeiramente”. De modo que os pregadores americanos, brasileiros e muitos outros se parecem mais com oradores motivacionais do que com profetas inspirados.

Jeremias havia dito que se Israel não se convertesse de seus maus caminhos a Babilônia viria e seria usada como instrumento nas mãos de Deus para estuprar suas mulheres, matar seus filhos e destruir a nação. No entanto ao ouvir isto os falsos profetas retrucavam dizendo: “Onde já se viu falar uma coisa dessas. Deus é amor, e vocês ó Israel são o povo escolhido dele. fiquem tranqüilos, em paz, pois nada irá acontecer”.
Mas o Jesus da maioria das pessoas hoje é este Deus vovô bonachão que está sempre disposto a passar por cima dos pecados do seu povo. Este deus, este Jesus da “graça”, conivente com o pecado nunca existiu, na realidade é uma invenção do demônio. No jardim do Éden a serpente disse: “Deus falou que vocês morreriam se pecassem? Claro que não, ele é bom, fique em paz”.
E assim o diabo conseguiu fazer com que Adão e toda a raça humana fossem condenados. E o diabo não mudou, ele continua pregando, através de muitos pastores, esta mensagem que é a que mais manda gente para o inferno.

A mensagem do evangelho a princio não é de paz e sim de tormento
Jesus disse: “Não penseis que eu vim trazer paz e sim espada”.Hb 4:12 diz que a palavra de Deus é mais cortante do que qualquer espada. Ela não é consolante? Não, primeiro ela nos corta, nos rasga.
Paulo pregou o evangelho para Félix anunciando a justiça e o Juízo vindouro. ao ouvi-lo, se diz que Félix ficou amedontrado. Nos nossos dias você já viu alguém sair de um culto assim? Não, os pastores conseguem fazer com que as pessoas se sintam bem consigo mesmas, mesmo estando em pecado.
Ao ouvir o evangelho da boca de Pedro as pessoas perguntaram em desespero: “Que faremos agora, irmãos que vimos a ira de Deus e o nosso pecado?”. Você nunca sentiu desespero com sua condição? Então não há esperança para você.

Tome cuidado com esta mensagem dos falsos profetas, pois ela é uma doença.
Como é a mensagem dos falsos profetas?

1-Falam de consolo, sem primeiro anunciar juízo

“Curam superficialmente”. Você sabe o que é paliativo? É um tipo de remédio que alivia a dor, mas não arranca a doença. Se quiser matar a pessoa sem que ela perceba que está morrendo, esta é a melhor maneira. Assim, muitos pastores fazem. Eles pregam uma mensagem de consolo, sem primeiro falar do juízo: “Venha para Jesus, ele tirará sua angustia. Ele te ama”. Esta não foi a mensagem de Jesus e sim esta: “Arrependei-vos porque está próximo o reino dos céus”. Só tem céu e paz, para quem primeiro se arrependeu.
Jesus fez o convite: “vinde os cansados e eu vos aliviarei”. Quando os cansados chegavam Cristo lhes dizia: “Sabe por que está cansado? Porque você carrega o fardo do pecado”. Jesus disse que podia dar uma fonte a jorrar para a mulher samaritana, mas não sem que ela resolvesse o seu problema de pecado relacionado aos seus vários casamentos.
Is 57:21 “para os perservos, diz o meu Deus, não há paz”. Você não pode dar consolo para um ímpio, que é inimigo de Deus (Rm 5:10). Não importa se frequenta igreja ou fez oração para aceitar a Jesus, pois se você vive no pecado não é crente e se não é crente não há paz para você.
Você chega amaziada e pede oração. O pastor diz: “Deus vai te dar vitória. Vá em paz. Falso profeta. Você chega em pecado, mas como fez a campanha ele diz: “Vá em paz”. Mentira. Se seu filho está comentendo um erro que vai prejudicá-lo, você o presenteia por isto? Claro que não, senão ele pensaria: “ Em time que está ganhando não se mexe”. Então porque Deus iria premiar o pecado?
Jr 28.8-9 “Os profetas que houve antes de mim e antes de ti, desde a antiguidade, profetizaram guerra, mal e peste contra muitas terras e grandes reinos. O profeta que profetizar paz, só ao cumprir-se a sua palavra, será conhecido como profeta, de fato, enviado do SENHOR”. Tome cuidado, pois os falsos profetas só falam coisas boas e gostosas de ouvir. Os profetas verdadeiros sempre anunciaram o juízo.Pois a maneira de enviar as pessoas para o céu é falando do inferno.
Por pregar estas mensagem condenatórias, Jeremias era acusado de ser um traídor da nação, mas na realidade ele era o unico que amava seu povo verdadeiramente. Pois convenhamos, é necessário muito amor para chegar diante de uma pláteia e dizer: “Se não mudar de vida vai para o inferno”.

2-Falam do amor, sem primeiro anunciar a ira de Deus

Em Rm 1.16 Paulo diz: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação”. E do verso 18 em diante ele começa a mostrar o que é este evangelho. Ele não começa dizendo: “Deus te ama!” e sim: “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça”.
Os falsos profetas e até os ímpios amam falar do amor de Deus, mas ficam indignados quando se prega acerca da ira de Deus, dizendo: “Escândalo, loucura. Isto não existe. Deus é amor”. Sim, justamente por ele ser amor é que ele se ira. Eu amo as crianças, por isto odeio o aborto. Deus ama sua criação e portanto tem que se irar com aquilo que ela se tornou.
Quando eles dizem que Deus é amor, querem com isto afirmar que Ele tolera os pecados. Mas justamente por ser amor Ele não pode tolerar os nossos pecados. Deus não tolerou o pecado em Jesus, por que toleraria em você? As pessoas não entendem que Deus odiou, odeia e sempre odiará o pecado. Ora, ele matou o próprio filho para destruir o pecado e não para permiti-lo.
Lc 7:47 “Por isso, te digo: perdoados lhe são os seus muitos pecados”, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama. Não levamos as pessoas a adorar a Jesus falando do amor de Deus e sim do pecado do homem, visto que elas só poderão entender o que Deus fez ao compreenderem o que elas são. A mulher de Lucas 7 muito amou por saber que ela muito pecou. Elas saberão que Deus é bom, quando primeiro souberam que elas são más.

3-Nos elevam, sem primeiro nos derrubar
Falsos profetas ficam o tempo inteiro nos bajulando. “Você é um campeão. Você é isto e aquilo” e nos levam a sentir que somos super. Mas Jesus e os profetas foram o contrário.
Confiamos demais em nós próprios, nos achamos deseus, não precisamos de pessoas para massagear ainda mais o nosso ego. Por isto que a pregação não melhora nossa auto-estima e sim piora. Jr 23:29 “Não é a minha palavra fogo, diz o SENHOR, e martelo que esmiúça a penha?”. A palavra nos quebranta. Quando Jesus nasceu Simeão disse: “Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição”. Primeiro ruína, depois levantamento. Antes de Paulo se levantar em Cristo, ele teve que cair em si.
Já dizia Paulo: “quando sou fraco em mim, aí então sou forte em Deus”.