Sansão, o cavaleiro solitário



Não sei se houve um guerreiro mais poderoso e cheio da unção na bíblia do que Sansão. A palavra do Senhor conta que sozinho ele venceu mil homens. E o impressionante é arma que ele usou. Não foi nenhuma bazuca, mas uma queixada de jumento.












É isso mesmo o que você ouviu, uma queixada, ou seja, um pedaço de osso de um animal morto. Num outro evento diz-se que ele venceu 30 homens, noutro fez uma carnificina e por fim matou 3 mil pessoas no dia da sua morte. Muito para um homem sozinho não é? Sim, mas o que ele fez é quase nada comparado aos outros lideres de Israel que tinham uma equipe. Eúde juntamente com seu exercito feriu dez mil homens (Jz 3:19). Débora e Baraque liderando o povo derrotaram o exercito inteiro do inimigo (Jz 4:15). Gideão com seus valentes matou 120 mil (Jz 8:10) e a lista não para.

Sansão nunca liderou ninguém, jamais formou discípulos, ele é como muitos dos homens “ungidos” de hoje. São tão poderosos que pensam não precisar de ninguém. Mas lembre-se, por mais poderoso que você seja, onde se reúnem dois ou mais em o nome de Cristo dispostos a andar em unidade a unção é maior.


Um bom líder faz acontecer, um líder excelente faz acontecer por meio de outros.

Pr. Rodrigo David Mocellin


lmd_source=”25541054″; lmd_si=”33684064″; lmd_pu=”22603089″; lmd_c=”BR”; lmd_wi=”468″; lmd_he=”60″;